3 dicas valiosas para quem está pensando em ter um sócio!

Qual o propósito do seu sócio? 🤔

Ele compartilha do mesmo sonho que o meu? Ele está alinhado com o mesmo propósito? Ter uma sociedade é igual ter um casamento. Nós não podemos começar sem partilhar do mesmo propósito, dos mesmos valores e da mesma visão. É preciso sonhar na mesma frequência. Converse, conhece o seu futuro sócio. Análise qual a performance e a cultura dele.

Faça Acordos formais e flexíveis 😉

Faça acordos que permita que a sociedade se ajuste ao longo do tempo. Porque o seu sócio hoje talvez não seja mais a pessoa certa daqui a algum tempo, você consiga ter soluções para dissolver a sociedade sem grandes impactos na empresa.
Para isso os acordos devem ser objetivos. Ter um critério de valuation bem definido é fundamental.


Qual o critério que vai determinar o valor daquela ação/cotas? E crie objetivos de avaliação claros para poder analisar quem realmente está entregando/contribuindo com o crescimento e quem não está.
Com esses processos, na hora de definir a participação no bônus e participações, vamos conseguir fazer isso sob um critério objetivo, protegendo as relações, deixando tudo o que é interpretativo e subjetivo de lado.

Não use modelos de Contratos e de Acordos.

E o terceiro fator mais importante sem dúvidas é: Fuja dos acordos malfeitos. 🤯

É preciso conhecer bem o modelo de negócio e mapear todas as hipóteses de riscos jurídicos para desenvolver acordos bem-feitos.


É possível criar um modelo para a sua empresa e sociedade bem consistente, objetivo e seguro. Todos os pontos operacionais, financeiros, jurídicos, comerciais e outros devem ser considerados para criar a estratégia. Deve-se sempre considerar o interesse coletivo e bom para todos e não os interesses individuais. Todo esse processo é para proteger a empresa e permitir que ela cresça de forma sustentável.

Escrito por:
Thaís Artíbale
31/01/2020
Veja mais estes conteúdo: